Simão elege os 11 piores jogadores com quem jogou (7 do Sporting)

simao

Simão Sabrosa foi o convidado de Luís Franco Bastos e Pedro Teixeira da Mota no programa Erro Crasso, que apenas é transmitido no Youtube, e foi desafiado a elaborar o onze dos piores jogadores com quem jogou.

Eis a escolha do antigo extremo internacional português, que optou por dois laterais esquerdos, já que diz não ter tido nenhum direito muito mau.

De Wilde (Sporting), Pesaresi (Benfica), Bogarde (Barcelona), Nenê (Sporting), Vinicius (Sporting), Fernando Aguiar (Benfica), Paulo Almeida (Benfica), César Ramirez (Sporting), Kmet (Sporting), Ouattara (Sporting) e Bruno Giménez (Sporting)»

O treinador escolhido para liderar esta equipa foi Vicente Cantatore, que o treinou no Sporting em 1997/98.

Pelo meio, Simão foi explicando algumas escolhas.

O único português do «onze» é Fernando Aguiar: «Ele vai-me matar (risos)! Era possante, forte e a escolha é mais por um jogo que fizemos com o Marítimo. Ele naquela cavalgada dele, forte, adiantou a bola e eu fiquei com ela. Driblei um e fiz golo. Ele disse que foi assistência dele. Eu a dizer-lhe que não era assistência e ele a dizer: ‘Vais ver amanhã no jornal como vão dizer que é’.»

A opção por Paulo Almeida, que faz dupla no meio-campo com o Robocop, remonta a um treino: «Num treino antes de um jogo ele deu-me uma porrada e o Trapattoni acabou o treino e foi para cima dele: ‘Estás maluco, quem é que vai jogar no lugar dele?’ E o Paulo Almeida disse: ‘Jogo eu!’»

Para a frente optou por Bruno Giménez, argentino que depois de sair do Sporting até mudou de nome: «Depois mudou de país e passou a chamar-se Marioni.  Teve que mudar de nome (risos).»

Já na parte final do programa e numa série de perguntas rápidas, Simão disse preferir Trapattoni a Scolari, sem explicar a decisão.

Comentar

Comentários